Notícias

11/11/2016 - 16:35

Artigo revela crescimento da avaliação neuropsicológica no Brasil

Resultados evidenciaram que Região Sudeste concentra mais de 50% da produção científica nacional

O Crescimento da Avaliação Neuropsicológica no Brasil: uma Revisão Sistemática é o artigo desta semana da edição 36.2 da Revista Psicologia: Ciência e Profissão. Os autores do artigo são o mestre em Psicologia Ari Alex Ramos e o doutor em Psicologia Amer Cavalheiro Hamdan, ambos da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) publica em seu site e nas redes sociais, todas as semanas, um manuscrito do periódico, cuja versão eletrônica se encontra na plataforma SciELO. Assim, a autarquia intensifica a busca pelo conhecimento científico, a fim de expandir o alcance de conteúdos acadêmicos para a categoria e para a sociedade.

Dados da pesquisa

Segundo o resumo do artigo, as pesquisas relacionadas à avaliação neuropsicológica têm despertado interesse crescente nos últimos anos. O referido estudo buscou realizar uma revisão sistemática sobre avaliação neuropsicológica no Brasil, sendo efetuado nas bases de dados SciELO, PePsic, Lilacs e BDTD, no período de setembro/2012 a novembro/2012, utilizando as palavras-chave “avaliação neuropsicológica”.

A amostra resultou em 241 trabalhos empíricos originais formados por artigos científicos (n=131), dissertações de mestrado (n=68) e teses de doutorado (n=42), abrangendo o período de 1993 a 2012.

Os resultados evidenciaram que mais de 60% da produção científica concentra-se no período de 2007 a 2012, com média de produção de 12,7% por ano; o número de artigos científicos soma pouco mais de 50% se comparado ao número de teses e dissertações; a publicação de pesquisas sobre a temática se dá majoritariamente em periódicos médicos (47,7%); o principal eixo temático que emprega Avaliação Neuropsicológica são distúrbios neuropsiquiátricos (49,7%) e a Região Sudeste concentra mais de 50% da produção científica nacional.

Desta forma, o artigo revela um panorama atualizado da produção científica sobre o tema, enfatizando a necessidade de mais pesquisas psicométricas e de outras revisões sistemáticas, envolvendo temas de interesse da neuropsicologia, como reabilitação neuropsicológica.