Notícias

30/09/2022 - 11:11

CFP participa do V Congresso Nacional da População de Rua

Realizado em Maceió, evento debateu temas como direito à moradia, inclusão social, arte e cultura enquanto luta e resistência e acesso ao letramento digital

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) esteve presente à quinta edição do Congresso Nacional da População de Rua, organizado pelo Movimento Nacional da População de Rua (MNPR). O evento aconteceu de 21 a 23 de setembro, em Maceió/AL, e reuniu representações de movimentos sociais organizados, pessoas em situação de rua, entidades do campo dos direitos humanos e representantes de políticas públicas para debater assuntos ligados à causa com o tema “Democracia: Direito à Cidade com a População de Rua. É possível!”.

Os debates trataram da garantia dos direitos da população em situação de rua de todo Brasil, incluindo temas como educação ao letramento digital, inclusão social, direito à cidade, arte e cultura enquanto luta e resistência, além de direito à moradia.

O Conselho Federal de Psicologia foi representado no evento pela psicóloga Ana Karenina Arraes e pelo psicólogo Matheus Rios, que conduziram a Oficina Saúde Mental e Pop Rua, preparatória para a 5a Conferência Nacional de Saúde Mental.

Ana Karenina Arraes, que é professora associada do Departamento de Psicologia da UFRN e membro do Conselho Consultivo do Centro de Referência em Direitos Humanos da UFRN, também integrou a Mesa de Abertura do evento.

Em seu discurso, a psicóloga destacou a defesa irrestrita aos direitos humanos e à justiça social como pauta do Conselho Federal de Psicologia. Ela também reafirmou o compromisso do CFP como apoiador do MNPR na conquista de direitos por meio da defesa da implementação de políticas públicas.

“A gente reafirma o Movimento Nacional da População de Rua como um dos dos mais potentes e necessários no campo dos direitos humanos surgidos nos últimos tempos no Brasil”, apontou.

O psicólogo Matheus Rios, que é mestre em Psicologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, destaca que o CFP tem sido um apoiador assíduo da luta por direitos sociais e das pautas políticas da população em situação de rua no Brasil.

“Dar visibilidade às ações junto ao MNPR e como o CFP tem se pautado por uma ética do cuidado e do compromisso social com a população de rua é fundamental para nossa categoria e para mostrar a toda sociedade que não retrocedemos em tempos tão sombrios”, pontuou.

Audiência pública no STF
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), convocou uma audiência pública para ouvir autoridades e a sociedade a respeito da conjuntura das pessoas em situação de rua no Brasil.

A data provável da audiência é 21 de novembro e o Conselho Federal de Psicologia vai participar da reunião representado pela psicóloga Ana Karenina Arraes.

Em Maceió, no V Congresso Nacional de População de Rua, Ana Karenina teve encontros com integrantes da Associação Nacional de Defensores Públicos e com membros do Observatório da População em Situação de Rua do Paraná para articular a participação na audiência.

“Vamos levar uma argumentação técnica, mostrar dados e informações que dizem respeito ao nosso campo para apoiar a conquista de direitos dessa população e dar visibilidade ao tema no âmbito do Poder Judiciário”, pontuou a psicóloga.