Notícias

22/06/2018 - 14:53

CFP repudia divulgação de dados sigilosos de avaliação psicológica

Ibap e ASBRo também assinam a nota sobre reportagem do Fantástico, que divulgou avaliação psicológica de Suzane Von Richthofen

Nota do CFP contra divulgação de dados sigilosos de teste psicológico

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) tomou ciência de que foram divulgados, por meio de reportagem do Fantástico, dados sigilosos a respeito da avaliação psicológica de Suzane Von Richthofen.

Durante a exibição da matéria, foram divulgadas o que seriam partes do laudo elaborado de acordo com o método de Rorschach, teste psicológico privativo de psicólogos conforme a Resolução CFP n. 009/2018.

O Código de Ética do Profissional Psicólogo defende princípios fundamentais embasados na Declaração Universal dos Direitos Humanos, e se baseia no respeito à promoção da igualdade, dignidade, liberdade e integridade humana.

Dessa forma, o Conselho Federal de Psicologia, junto ao Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica e a Associação Brasileira de Rorschach e Métodos Projetivos, entidades brasileiras especializadas na área de avaliação psicológica, destacam que tal matéria televisiva feriu três aspectos básicos da ética do exercício profissional de psicólogo: quebra do sigilo de resultado de psicodiagnóstico, divulgação indevida de material de teste psicológico de uso privativo e, acima de tudo, a exposição pública da pessoa do avaliado, constituindo violação dos direitos humanos e um risco à sociedade.

O Conselho Federal de Psicologia ressalta seu compromisso com a garantia de preservação de uma prática profissional ética e com a defesa da profissão.