Notícias

24/05/2016 - 17:13

Restabelecimento em saúde mental é tema de encontro promovido pelo CFP

"Colóquio Internacional em Recovery (Restabelecimento): Vivências e Práticas" reúne usuários, familiares e pesquisadores em São Paulo

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) promove, entre amanhã e quinta-feira (25 e 26), em São Paulo, o 1o Colóquio Internacional em Recovery (Restabelecimento): Vivências e Práticas.

O encontro pretende proporcionar o debate ético, político e científico sobre o tema, de maneira a promover o aprendizado e a troca de experiências entre usuários, familiares, profissionais e pesquisadores brasileiros e estrangeiros, com vistas a estimular a superação do modelo manicomial, tendo como elemento fundamental a recuperação e o empoderamento dos usuários.

No Brasil, o CFP tem investido no intercâmbio de conhecimento sobre o tema para estimular o avanço da reforma psiquiátrica. Membro do Internacional Recovery and Citizenship Council (IRCC) desde 2014, com assento e representação institucional no grupo, a autarquia tem estimulado o debate para a troca de conhecimento, experiências e a avaliação crítica no contexto brasileiro para poder inspirar programas efetivamente adaptados às condições e à direção ético-política da reforma no Brasil.

De acordo com a psicóloga Graziela do Carmo Reis, uma das organizadoras da atividade, a superação do modelo manicomial encontra ressonância nas políticas de saúde mental do Brasil, Estados Unidos e Itália. Segundo ela, nestes países observam-se intercalações de períodos de intensificação das discussões e de surgimento de novos serviços e programas que promovem a reestruturação da assistência psiquiátrica, salvaguardando os direitos civis, a dignidade, os direitos humanos dos usuários dos serviços de saúde mental, bem como desenvolvendo estratégias de inserção comunitária e cidadania.

Ela destaca ainda que, apesar dos significativos avanços produzidos nos últimos anos, obstáculos e dificuldades em fazer avançar a reforma psiquiátrica continuam sendo o maior desafio. “Ainda vivemos num Estado Democrático de Direito frágil e excludente. Os usuários dos serviços em saúde mental ainda vivem em vulnerabilidade psicossocial e sofrem diferentes modalidades de violência. As redes de apoio aos usuários, familiares e serviços ainda precisam ser fortalecidas e reconhecidas socialmente”, afirma Reis, que representa o CFP no IRCC.

O 1˚ Colóquio Internacional em Recovery (Restabelecimento) é uma iniciativa do CFP em parceria com IRCC, Yale Program for Recovery and Community Health, Departamento de Saúde Coletiva da Universidade de Campinas (Unicamp),  Programa de Extensão em Saúde Mental da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme) e Universidade Paulista (Unip).

O evento precede o 5º Congresso Brasileiro de Saúde Mental, que tem como tema “Juntos nas diferenças: sonhos, lutas e mobilização social pela reforma psiquiátrica” e que será realizado pela Abrasme entre os dias 26 e 28, no campus Indianópolis da Unip. A autarquia também terá representações em diversas mesas e rodas de conversa do Congresso.