Notícias

26/06/2019 - 9:52

Campanha #DiscursoDeÓdioNão chega a MG, SC e CE

Iniciativa de divulgar a campanha das Comissões de Direitos Humanos já passou por 19 estados de todo Brasil

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Conselho Federal de Psicologia (CFP) intensifica nos próximos dias a campanha #DiscursoDeÓdioNão por mais três Conselhos Regionais de Psicologia: Minas Gerais (CRP-04), Santa Catarina (CRP-12) e Ceará (CRP-11). Ao todo, já foram realizados 21 eventos desta natureza, quando a campanha itinerante foi iniciada em fevereiro deste ano, em 19 Unidades da Federação.

Em Minas, o evento acontece nesta quarta-feira (26), às 19 horas, na sede da Autarquia, e a temática do seminário é: “Os atingidos por desastres ambientais e o discurso de ódio”. Além do integrante da CDH do CFP e conselheiro do CRP-12 (Santa Catarina), Ematuir Teles, a mesa do seminário mineiro será composta pela psicóloga hospitalar especialista em emergências e desastres, Lilian Garate, com mediação do coordenador da CDH do CRP-04, Reinaldo da Silva Júnior.

Em Santa Catarina, o CRP-12 fará a divulgação da campanha #DiscursoDeÓdioNão durante o IV Seminário de Atenção Psicossocial, que será realizado no Centrosul, em Florianópolis (SC), de 1º a 3 de julho. O representante da CDH do CFP será o conselheiro Paulo Maldos, que, no dia 3 de julho, fará a conferência “O protagonismo dos movimentos sociais e a importância desses espaços para o enfrentamento do sofrimento ético-político e para a promoção de direitos fundamentais”. Informações e inscrições do evento do CRP-12 aqui.

Na sede do CRP-11, em Fortaleza, no dia 6 de julho, a crise da Segurança Pública será o tema da mesa redonda que divulgará a campanha da CDH Itinerante. Intitulada “Crise da Segurança Pública, Necropolítica, Violência, Psicologia, Direitos Humanos “, o representante da CDH do CFP será o psicólogo Theóphilo Gravinis.

#DiscursoDeÓdioNão

Em fevereiro, também foram realizados seminários para lançamento da campanha nos seguintes CRPs: 06 (População LGBT – SP), 21 (Álcool e drogas na perspectiva da redução de danos – PI). No mês seguinte, foram realizados eventos no Distrito Federal (CRP-01 – Feminicídio e Racismo), Espírito Santo (CRP-16 – Violência e segurança pública), Rio Grande do Norte (CRP-17 – A atuação da psicologia em contextos de violência: desafios e proposições), Bahia (CRP-03 – Feminicídio e violência contra as mulheres).

Em abril e maio, mais 10 seminários foram realizados nos seguintes CRPs: 06 (Pessoas com transtorno mental, População em Situação de Rua e Criança e adolescente/SP), 23 (Violência contra a mulher e a flexibilização do decreto referente a posse de arma/TO), 18 (Violência contra a mulher/MT), 19 (Intolerância religiosa/SE), 08 (Encontro Paranaense de Práticas Clínicas e Diversidade Sexual: a transversalidade do tema/PR), 22 (O universo feminino e seus desafios contemporâneos/MA), 14 (Migração e Sistema Prisional/MS), 09 (Direitos Humanos e Saúde Mental) e 07 (Inclusão e acessibilidade Relações raciais/RS).

Em junho, foram realizados mais seminários nos seguintes CRPs: 10 (A Psicologia não pode tolerar, discurso de ódio não dá!/AP-PA), 15 (Roda de Conversa: Racismo e Saúde Mental: os desafios para a Psicologia/AL) e 05 (Saúde Mental, Desmontes e Resistências/RJ).

Conheça a campanha da CDH do CFP #DiscursoDeÓdioNão