Notícias

01/12/2015 - 17:08

CFP integra atividades da 15ª Conferência Nacional de Saúde

A participação teve início nesta terça-feira (1º), na Marcha em Defesa do SUS, e segue até sexta-feira em congressos e debates

Estima-se que mais de 4 mil  manifestantes realizaram a caminhada até a Esplanada dos Ministérios com intuito de defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), no Ato Público abriu, em Brasília, durante a 15ª Conferência Nacional de Saúde (15ª CNS). Organizada pelo Conselho Nacional de Saúde e pela Frente em Defesa do SUS (ABRASUS), a ações contam com a presença de representantes do Conselho Federal de Psicologia (CFP) e seguem durante toda a semana.

Às 19h de hoje, Semiramis Maria Amorin Vedovatto, representante do CFP no Conselho Nacional de Saúde (CNS), participa da abertura da XV Conferência Nacional de Saúde. Vedovatto ainda representa o CFP na coordenação dos debates “Gestão do SUS e modelos de atenção à saúde”, nos próximos dias 3 e 4 – este é um dos oito os eixos temáticos que norteiam os debates da conferência, sendo os outros: “Direito à saúde, garantia de acesso e atenção de qualidade”; “Participação e controle social”; “Financiamento do SUS e relacionamento público-privado”; “Gestão do SUS e modelos de atenção à saúde”; “Informação, educação e política de comunicação do SUS”; “Ciência, tecnologia e inovação no SUS” e “Reformas democráticas e populares do Estado”.

As conferências nacionais de saúde têm desempenhado importante papel nos avanços alcançados pela saúde pública brasileira. As bases para a criação do SUS foram estabelecidas na 8ª Conferência Nacional de Saúde, em 1986, e depois consolidadas na Constituição Federal de 1988. Importantes estratégias de saúde pública do país, como SAMU, Rede Cegonha e programa Saúde da Família, foram elaboradas nesses encontros nacionais.

Além da ampliação das fontes de financiamento do SUS, historicamente insuficientes, os militantes protestam contra as tentativas de retirar as garantias constitucionais de universalidade e integralidade, que faz com que a saúde seja um dever de Estado e um direito de cidadania, em defesa da reforma psiquiátrica e do cuidar em liberdade, pela ampliação do tratamento e assistência de pessoas com HIV/AIDS, pela valorização dos profissionais de saúde, entre outras importantes pautas.

Saiba mais sobre a 15ª Conferência Nacional de Saúde: http://conferenciasaude15.org.br/

Comentários

2 comentários
Uiliam Pinheiro - 02/04/2016 20:36

Está por dentro de tudo e das inovações que estão acontecendo no sistema único de saúde

Adicionar Comentário




Captcha *