Notícias

11/05/2022 - 14:28

Câmara dos Deputados recebe instalação visual com história dos 60 anos da Psicologia no Brasil

Abertura aconteceu nesta terça-feira (10) e integra agenda de atividades comemorativas que o CFP promove ao longo da semana

Câmara recebe instalação visual com história dos 60 anos da Psicologia

O ano de 2022 marca as seis décadas de regulamentação da Psicologia no Brasil. Em celebração a essa trajetória, a Câmara dos Deputados recebe a partir desta terça-feira (10) uma instalação visual que retrata a trajetória desta ciência e profissão em seu fazer científico, ético e político.

Aproximadamente 100 imagens, entre arquivos do Conselho Federal de Psicologia e de lutas históricas da profissão, compõem o painel “60 Anos da Psicologia no Brasil: uma história para construir o futuro”. A instalação pode ser visitada até o próximo dia 13 no Espaço Mário Covas, no Anexo II da Câmara dos Deputados.

“A instalação conta um pouco da trajetória da Psicologia como ciência e profissão. Uma trajetória feita também aqui no Parlamento, ao longo de 60 anos de muitas transformações”, destacou a presidente do Conselho Federal de Psicologia (CFP), Ana Sandra Fernandes.

Para a presidente do CFP é simbólico que a instalação visual esteja ao lado de onde funcionam as Comissões da Câmara dos Deputados, local onde são debatidas tantas proposições de interesse da Psicologia.

“Esta casa é palco de muitos embates políticos e históricos. E também da concretização de grandes conquistas para o nosso povo e para a nossa categoria profissional. Algumas com legislações já aprovadas, como a Lei 13.935, de 2019, que incluiu a Psicologia e o serviço social nas redes públicas de educação básica”.

Parlamento

A abertura da instalação contou com a presença de diversos parlamentares. A deputada Erika Kokay (PT/DF) ressaltou a participação ativa da Psicologia nos grandes debates e desafios colocados à sociedade. “Ao longo desses 60 anos, a Psicologia e o Conselho Federal estiveram em todas as grandes discussões da agenda pública de direitos. Todas as vezes em que avanços sociais foram colocados em riscos, a Psicologia se fez presente”.

O deputado Alexandre Padilha (PT), que foi também ministro da Saúde, agradeceu o trabalho da Psicologia brasileira naquilo que, segundo ele, é a principal reforma que o Sistema Único de Saúde (SUS) construiu. “A principal quebra de paradigmas que o SUS fez ao longo da sua história foi a reforma psiquiátrica, foi a luta antimanicomial. Essa reforma não seria possível sem a atuação firme do Conselho Federal de Psicologia e dos Conselhos Regionais de Psicologia”, pontuou.

Também presente à cerimônia, a deputada Rejane Dias (PT/PI) evidenciou a mobilização da categoria na defesa da inclusão na Lei do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). “Com muita alegria pude participar ativamente na defesa da inclusão de psicólogos e assistentes sociais no Fundeb. É extremamente relevante a presença desses profissionais no ambiente escolar”, reforçou Rejane.

Já a deputada Maria do Rosário (PT/RS), ressaltou o momento que o país vive de ataques à ciência e tentativas de desregulamentar e precarizar as profissões. “Nós estamos aqui para fazer a saudação às psicólogas e psicólogos do Brasil, renovando a nossa confiança numa Psicologia realizada a partir da formação específica, que é o que define a existência de uma profissão regulamentada, como é a Psicologia”.

O fazer social da profissão foi destacado pela deputada Lídice da Mata (PT/BA), ao lembrar que o Brasil é um país onde o sofrimento psíquico é desenvolvido todos os dias por uma sociedade profundamente injusta e desigual “O que faz com que nós tenhamos a necessidade de ter profissionais de Psicologia em todas as áreas”.

60 anos da Psicologia – programação

Os 60 anos de regulamentação da Psicologia no Brasil serão homenageados pela Câmara dos Deputados em sessão solene, na sexta-feira, 13 de maio, às 10h. A atividade será realizada no Plenário Ulysses Guimarães para celebrar as contribuições da Psicologia à sociedade brasileira nesse período.

Ao longo desta semana o CFP também está promovendo uma agenda de lives sobre temas essenciais da Psicologia no Brasil. Os encontros trazem como temas o enfrentamento ao racismo; Psicologia, gênero, raça e interseccionalidade; violência no trânsito; o luto de crianças e adolescentes durante a pandemia da Covid-19; a luta anticapacitista; o teletrabalho no contexto da atual crise sanitária; e o esporte e o lazer como ferramentas para o desenvolvimento pessoal e social (discussão também relacionada à pandemia).

Serviço

Instalação visual “60 Anos da Psicologia no Brasil: uma história para construir o futuro”

Data: de 10 a 13 de maio
Horário: Abertura 14h, 10 de maio
Local: Espaço Mário Covas, Anexo II, Câmara dos Deputados, Brasília (DF).

Sessão solene “60 anos de regulamentação da Psicologia no Brasil

Data: 13 de maio
Horário: 10h
Local: Plenário Ulysses Guimarães, Câmara dos Deputados, Brasília (DF).