Notícias

17/11/2022 - 17:14

CFP realiza cerimônia de premiação sobre Práticas Inovadoras no Exercício da Psicologia

Nove dos 121 trabalhos submetidos foram selecionados. Conteúdos contribuem com o aperfeiçoamento da profissão e serão editados em uma publicação

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) realizou na terça-feira (15), durante a programação do “6º Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão (CBP)”, a cerimônia de premiação sobre Práticas Inovadoras no Exercício da Psicologia, edição 2022.

A premiação foi conduzida pela presidente do CFP, Ana Sandra Fernandes; o próximo presidente do CFP, Pedro Paulo Bicalho; e o conselheiro do CFP, Antônio Virgílio Bastos.

O objetivo do prêmio é identificar, valorizar e divulgar estudos e experiências que se caracterizem como avanços inovadores em termos de produção de conhecimento nos diversos campos da Psicologia.

“Com a realização deste prêmio, espera-se fomentar a pesquisa e o desenvolvimento de modelos, procedimentos e técnicas envolvidos na atuação profissional que possam indicar caminhos para o aprofundamento da construção de conhecimento científico inovador e do compromisso social da Psicologia”, avalia Ana Sandra.

O conselheiro do CFP responsável pela temática, Antônio Virgílio, informou que os conteúdos premiados serão editados em uma publicação a ser lançada pelo CFP. “Para que essas experiências sejam compartilhadas por todos e a gente possa se inspirar”, afirma.

Virgílio também adiantou que o CFP pretende transformar o Prêmio de Práticas Inovadoras em uma congratulação anual. “Este prêmio profissional foi instituído em 2022 e é nosso propósito transformá-lo em uma premiação anual, porque a quantidade de trabalhos inscritos superou, e muito, a nossa expectativa”, aponta.

Confira as(os) premiadas(os):

Foram selecionados ao todo nove trabalhos, sendo três para cada categoria – primeiros, segundos e terceiros lugares.

Categoria: Experiências ou produtos derivados do trabalho profissional individual ou coletivo da(o) psicóloga(o):
1º Paola Barros Delben – Protocolos de pesquisa e intervenção profissional em psicologia polar e tecnologias inovadores de suporte
2º Rachel De Siqueira Dias – CAPS Fluvial: saúde mental nos rios de nossa cidade
3º Henrique Galhano Balieiro – Cartilha “Guia – Migração, refúgio, tráfico de pessoas e subjetividades”

Categoria: Experiências ou produtos derivados de trabalhos realizados em cursos de especialização ou de mestrado:
1º Liara Dall’ Agnese Sedor – Programa De Acompanhamento Para Contribuir Sobre A Saúde Mental De Mulheres Na Transição Da Licença Maternidade E O Retorno Ao Trabalho
2º Suely Emilia de Barros Santos – Transver: Por Uma Prática Psicológica Insurgente
3º Inayá Ananias Weijenborg – Guia Virtual De Atendimento A Mulheres Vítimas De Violência

Categoria: Experiências ou produtos derivados de trabalhos realizados em cursos de doutorado, pós-doutorado, bem como de projetos de pesquisa vinculados a grupos de pesquisa

1º Carmem Regina Giongo – Atingidos Somos Nós: a produção de documentário como instrumento de escuta e mobilização social
2º Hugo Sandall – Curadoria do próprio Desempenho Profissional: Um protocolo ágil de mapeamento, autogestão e empoderamento em contextos diversos
3º Fernando Rocha Beserra – Protocolo de suporte a crises induzidas por psicodélicas

Menções Honrosas

Hareli Fernanda Garcia Cecchin – Categoria 1 – Desenvolvimento de um aplicativo para a prevenção e promoção da saúde mental de jovens universitários

Alessio Sandro de Oliveira Silva – Categoria 1 – Busca Por Emprego: Uma plataforma digital inclusiva e assistiva para pessoas com deficiência, comunidade Lgbtqiap+, pessoas 50+, mulheres, negros, refugiados e migrantes.

Larissa Teodora Genaro – Categoria 1 – Treino cognitivo digitalizado para idosos internados: Criação de Aplicativo em contexto hospitalar – Iniciativa COG-GER

Nara Helena Lopes Pereira da Silva – Categoria 3 -Mediações tecnológicas nos atendimentos psicológicos, psicopatologias e interação humano-tecnologia.

Mario Felipe de Lima Carvalho – Categoria 3 – Projeto Vozes e Cores: grupos terapêuticos para pessoas LGBTQIA+