Notícias

24/09/2019 - 16:25

Conheça a edição revisada de Referências Técnicas para atuação em políticas públicas de álcool e outras drogas

A nova edição, reafirma os princípios éticos e o respeito aos Direitos Humanos nessa política além de aborda as transformações que estas políticas públicas têm sofrido no atual momento do político do país.

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) vem atualizando diversas Referências Técnicas produzidas ao longo dos anos por meio do Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP). Neste mês de setembro, o CFP apresenta à categoria a edição revisada das “Referências Técnicas para atuação de psicólogas(os) em Políticas Públicas de Álcool e Outras Drogas”.

Esta referência reafirma a dimensão ético-política que deve guiar a atuação de psicólogas/os no contexto dessa política, ressaltando a autonomia dos sujeitos, o tratamento em liberdade, laicidade, a não violação de direitos humanos, conforme preconiza o Código de Ética do Psicólogo. Revela ainda as transformações sofridas pelas políticas públicas de álcool e outras drogas no atual momento do político do país, em que o cuidado às(aos) usuárias(os) tem sua centralidade na abstinência, internação involuntária e tratamento em instituições asilares, como as comunidades terapêuticas. A publicação ainda apresenta boas práticas desenvolvidas neste campo, orientadas pela lógica da redução de danos e centralidade nas(os) usuárias(os).

Apesar de ser uma edição revisada, optou-se por manter a introdução original, construída pelo psicólogo e militante da saúde mental, Marcus Vinicius de Oliveira, pois além de se manter atual, presta uma homenagem a este importante ator na luta antimanicomial e referência nas discussões sobre Saúde Mental no Brasil.

Você pode acessar a Referência aqui.

O Crepop – O Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas consiste em uma ação do Sistema Conselhos de Psicologia que dá continuidade ao projeto Banco Social de Serviços em Psicologia, acenando para uma nova etapa na construção da presença social da profissão de psicóloga (o) no Brasil. Constitui-se em uma maneira de observar a presença da(o) psicóloga(o) e do movimento da Psicologia em seu Protagonismo Social.

Novas publicações – Em 2017, o CFP retomou as publicações de referências técnicas para a categoria. Desde então já foram publicadas duas novas referências: Relações raciais: referências técnicas para a prática da(o) psicóloga(o) e Referências Técnicas para Atuação de Psicólogas(os) em Políticas Públicas de Mobilidade Humana e Trânsito. Além dessas, o CFP publicou edições revisadas dos seguinte documentos: Referências Técnicas para Atuação das (os) Psicólogas (os) em Questões Relativas a Terra; Referências Técnicas para atuação de psicólogas(os) na Educação Básica; e Saúde do Trabalhador no Âmbito da Saúde Pública: Referências Técnicas para a Atuação da(o) Psicóloga(o).