Notícias

11/07/2019 - 18:32

II Seminário Internacional da Ulapsi debateu desafios da Psicologia na América Latina

Conselheiras(os) do CFP participaram do evento que contou com contribuições de 14 países

A União Latino-Americana de Entidades de Psicologia (Ulapsi) reuniu, entre 3 e 5 de julho, cerca de 600 pessoas de 14 nacionalidades durante o II Seminário Internacional da Ulapsi – Desafios do contexto Latino-Americano: ética, conhecimento e práticas em Psicologia, no Recife (PE). O evento foi uma parceria entre a Ulapsi, o Conselho Federal de Psicologia (CFP), Conselho Regional de Psicologia de Pernambuco 2ª Região (CRP-02) e demais entidades quem compõem a Ulapsi.

O CFP foi representado pelo seu presidente, Rogério Giannini, que reforçou a importância do encontro pela construção da unidade da Psicologia na América Latina. Giannini participou da mesa de diálogo “Democracia e Violência”.

Giannini destacou que uma das primeiras tarefas do atual Plenário do CFP, ainda em 2017, foi a refiliação do Conselho na Ulapsi. “Foi fundamental esse gesto, acho que também para a Ulapsi e para a América Latina. A Ulapsi contribui cotidianamente para descolonização e para esse sentimento de latinoamericanidade que a gente tanto precisa. Cada ato da Ulapsi é um ato político de resistência ao colonialismo”, afirmou.

Uma homenagem ao psicólogo Marcus Matraga, militante do movimento da luta antimanicomial assassinado em 2016, marcou a abertura do evento.

O objetivo do II Seminário Internacional da Ulapsi foi promover e intensificar o diálogo entre pesquisadoras(es) e profissionais da Psicologia latino-americana, tendo em vista a consolidação de uma Psicologia crítica, comprometida com a realidade dos países da América Latina e com a produção de referências capazes de expressar os processos sociais e históricos que marcam a constituição da subjetividade nesses países.

No Seminário foram apresentados 409 trabalhos. O evento contou com 24 mesas redondas internacionais, 49 mesas redondas, 338 apresentações de comunicação oral, além de apresentações culturais. A Campanha Nacional de Direitos Humanos do Sistema Conselhos de Psicologia #DiscursoDeÓdioNão ficou exposta durante o Seminário com uma instalação artística denunciando as várias formas de violência no país, por meio de frases de ódio retiradas das redes sociais e estampadas em camisetas brancas manchadas de vermelho, simulando sangue.

 Participação do CFP

As(os) conselheiras(os) do CFP participaram de diversas mesas de trabalho durante o Seminário. A conselheira do CFP, Ana Sandra Fernandes, participou da mesa sobre Formação em Psicologia e Nordestinidades.  A conselheira Jureuda Guerra participou da mesa sobre a “Experiência de construção de referências curriculares da psicologia – educação como um bem público”.

O conselheiro Fabián Rueda participou do debate sobre “Conhecimento produzido em América Latina: o quê e para quem publicar”. As conselheiras Márcia Badaró e Iolete Ribeiro participaram da mesa sobre “Psicologia e suas inserções no Sistema Nacional de Prevenção e Combate à Tortura na América Latina: uma análise das violências produzidas nos espaços de privação de liberdade e seus impactos na dimensão subjetiva”.

O Compromisso ético-político da Psicologia em relação à população LGBTI foi tema da mesa de participação da conselheira Sandra Sposito. A conselheira Marisa Helena Alves foi debatedora na mesa redonda sobre “Vulnerabilidades sociais, políticas públicas e emergências e desastres: revisitando conceitos”.

O “Desmonte das políticas públicas e impactos éticos e sociais no exercício da profissão” foi o tema da mesa redonda com participação das conselheiras Andréa Esmeraldo, Célia Zenaide e Fabiana Itaci.

Ulapsi

A Ulapsi é um espaço de organização da Psicologia na América Latina. Foi criada em novembro de 2002, em Puebla, no México, para se constituir como uma rede de articulação científica, profissional e acadêmica. Foi fundada para ser uma teia horizontal de entidades de Psicologia e de profissionais latino-americanas(os).