Notícias

06/09/2018 - 12:11

Aberto o VII Congresso da Alfepsi

Encontro da Alfepsi é uma realização do Conselho Federal de Psicologia (CFP), da Associação Latino-Americana para Formação e Ensino em Psicologia (Alfepsi) e da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (Abep)

Imagem mostra a mesa de abertura do VII Congresso da Alfepsi. Título da matéria está localizado na parte inferior: "Aberto o VII Congresso da Associação Latino-Americana para a Formação e Ensino da Psicologia. Logo do CFP está localizado na parte inferior à direita

Começou, na noite desta quarta-feira (5), no Rio de Janeiro, o VII Congresso da Associação Latino-Americana para Formação e Ensino em Psicologia (Alfepsi). Essa é a primeira vez que o Brasil é sede do congresso. Cerca de 330 trabalhos foram inscritos escritos para esta edição, que ocorre até o próximo sábado (8), no Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A presidente da Alfepsi e da Abep, Ângela Soligo, lembrou, na abertura, que a democracia do Brasil e de países sul-americanos está sendo atacada. Falou, ainda, dos direitos duramente conquistados por seus povos e recordou os incêndios ocorridos no Centro Histórico de Salvador e no Rio de Janeiro, no Museu Nacional da República. “Um ataque a nossa memoria e direitos. Estamos aprendendo todo dia a tornar o sofrimento coletivo uma fatalidade.”

Soligo lembrou que a ciência Psicologia, defendida no congresso, não se restringe a teorias e métodos, sem dúvida necessários. “Estamos falando de uma Psicologia que se coloca ao lado dos nossos povos, que ponha seus conhecimentos a serviço da produção de saúde e bem-estar social.”

Por fim, disse que a contribuição do CFP para a realização do congresso foi indispensável para sua concretização.

Colonialismo

O presidente do Conselho Federal de Psicologia (CFP), Rogério Giannini, falou sobre a alegria de participar de um evento desse porte, fruto da vontade política de instituições e da força e dedicação das pessoas que trabalharam muito para que o evento ocorresse. “Aqui, realizamos um pouco o sonho da grande pátria latino-americana, pela construção de um ensino e pesquisa plurais, diverso e que denuncie o colonialismo como método de dominação.”

O presidente do congresso e conselheiro-secretário do CFP, Pedro Paulo Bicalho, explicou que o papel do encontro ultrapassa a problematização das lógicas e racionalidades que fazem funcionar os pensamentos colonizados. “O congresso incita a pensar sobre os desafios postos para que possa ampliar a compreensão da construção das subjetividades latino-americanas e suas implicações para uma psicologia socialmente referenciada.”.

O professor Marcus Aguiar, do Instituto de Psicologia da UFRJ, e a vice-presidenta da Abep, Eliz Marine Wiggers, ressaltaram a importância da realização da Alfepsi na cidade do Rio de Janeiro. Para Eliz Marine, o evento é como “um fôlego de esperança, um rompimento e uma afronta aos tempos difíceis que estamos vivenciando”. Para Marcus Aguiar, é preciso “aproximar e estabelecer mais parcerias entre países vizinhos”.

O professor Davi Ramires Alcuña lembrou a história de criação da Alfepsi. Fundada em maio de 2011, em Cajamarca, no Peru, a entidade atua para contribuir na formação e no desenvolvimento de profissionais de Psicologia da América Latina.

Na conferência de abertura, o professor Manuel Calviño falou sobre as dimensões psicossociais da Psicologia latinoamericana, como utopia, compromisso colaboração: “São os bichos raros”.

Reconhecimentos

A abertura também foi noite de reflexões críticas, reconhecimentos e homenagens. Segundo Pedro Paulo Bicalho, o evento foi pensado “como uma festa feminista, para servir de inspiração ao longo do congresso”.

O grupo Moça Proza organizou uma roda de samba e, em seguida, o maracatu do Baque Mulher lembrou o machismo e o racismo presentes em nossa sociedade. Mostraram, ainda, nossa matriz de origem africana: o samba, ícone da manifestação cultural da cidade do Rio de Janeiro e do Brasil.

Para completar, Tia Lúcia, moradora do Morro do Alemão, ofereceu caldos aos participantes, iniciativa da organização do congresso de dar visibilidade e oportunidade aos pequenos produtores e incentivando o que é produzido localmente.